TO: Mais de 200 acidentes envolvendo postes são registrados em 2019

Do início do ano até esse mês, foram registrados 218 acidentes de trânsito envolvendo postes de energia. Os dados são da Energisa, responsável pelo fornecimento de energia elétrica no Tocantins. Um dos últimos casos aconteceu em Palmas no último domingo (14). Um carro que trafegava pela avenida LO-27 derrubou uma estrutura e por pouco não atingiu um ponto de ônibus. Quatro pessoas estavam dentro do veículo, sendo que duas precisaram de atendimento médico.

Em 2018, foram 429 acidentes. “O que a gente vê é que não tem diminuído, nem aumentado. Se mantém estável. Porém nos preocupa muito a segurança porque embora a Energia invista muito em restabelecimento do sistema de forma rápida, penaliza poucos clientes quando acontece o acidente, nos preocupa a segurança porque o poste fica na beira da calçada, ali poderia estar uma criança, uma pessoa. Além da vida do condutor, coloca em risco quem está passando nas calçadas”, argumenta o gerente de construção e manutenção da Energisa, Alberto Cunuha.

O condutor responsável pelo acidente terá que pagar pelos prejuízos. Cunha explicou que ele pode parcelar o valor de um poste, que em média custa R$ 3 mil. “Pode chegar até R$ 10 ou R$ 15 mil dependendo se o poste tem algum equipamento em cima dele, um transformador, religador, entre outros”.

Quando ocorrem as colisões, inúmeros moradores podem ser prejudicados pela falta de energia. Entretanto, segundo a concessionária, há um sistema que restabelece a energia em um curto período de tempo.

“Hoje Palmas tem muitos equipamentos chamados religadores. Nosso centro de operação, que funciona 24 horas, de forma remota, pode operar esses equipamentos e restabelecer a maior parte dos clientes próximos ao acidente de forma muito rápida, ficando somente aqueles clientes que estão ligados diretamente no poste que foi batido pelo condutor”, explica o gerente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *